Profissionais com visão de futuro necessitam participar de cursos e treinamentos

Compartilhar :

Mercado é cada vez mais exigente em relação ao uso das melhores práticas.

Eduardo Macedo Ferraz e Souza

Diretor da Escola Senai Oscar Rodrigues Alves de Refrigeração e Climatização (SP)

Engenheiro mecânico, com pós-graduações em Administração Industrial, Tecnologia Automobilística e Pedagogia, além de um MBA em Gestão Estratégica, Eduardo Macedo Ferraz e Souza possui formação sólida, que se soma à sua experiência de trabalho. Atua há 24 anos em Educação Profissional no Senai-SP, dos quais 12 como diretor da Escola Oscar Rodrigues Alves de Refrigeração e Climatização, em São Paulo.

Qual é a importância de fazer um bom curso técnico? 

Todo profissional com visão de futuro e que está atento às inovações tecnológicas do setor necessita participar de cursos e treinamentos. Também deve estar consciente de que o investimento na capacitação profissional propicia a manutenção nesse mercado de trabalho, não somente competitivo, mas cada vez mais exigente quanto às melhores práticas de Refrigeração e Climatização.

Então não existe mais espaço para profissionais sem curso técnico?

Cursos sempre foram exigências do mercado e essa necessidade só se aprofundou com o passar do tempo. Reforço, portanto, a necessidade do investimento dos profissionais na sua capacitação.

Os cursos acompanham as mudanças no mercado e na tecnologia?

A oferta dos cursos do Senai-SP acompanha a demanda do setor e está diretamente vinculada ao perfil das empresas, que adotam cada vez mais estratégias visando à competitividade, a eficiência energética e a automação. O planejamento dos cursos é efetuado em sintonia com as necessidades da indústria. Observamos o princípio da empregabilidade. Ou seja, o curso deve propiciar a oportunidade imediata de emprego ou de requalificação para ingresso no mercado de trabalho.

Onde podem ser vistas as inovações no setor?

As inovações da refrigeração e climatização podem ser verificadas e aplicadas nas diversas áreas que o setor atende. Entre elas estão: construção civil, têxtil e confecção, varejo (supermercados e shoppings), hospitais, alimentação, química (indústria farmacêutica), eletrodomésticos e automotiva.

Quais competências novas os profissionais devem ter? 

Percebe-se a preocupação do setor não somente com o meio ambiente ou com a eficiência energética, mas com a sustentabilidade global de edificações. Isso ocorre no mundo todo, o contexto é global. Outros temas ganham cada vez mais importância, como os aspectos logísticos da cadeia do frio.

Por isso, muitos profissionais observam a necessidade de se especializar, até mesmo com pós-graduação.  O Senai já oferece opções de cursos desse tipo, percebendo que o mercado de trabalho está cada dia mais criterioso em relação ao perfil e às competências dos profissionais de refrigeração.

Quais outras ações o profissional pode tomar para se capacitar e reciclar seus conhecimentos?

Participar de eventos é uma excelente opção. Um exemplo é a Semana Tecnológica Senai da Refrigeração e Climatização, evento gratuito que têm como objetivo divulgar informações por meio de palestras, minicursos e exposição de produtos.

Outra importante ação para acompanhar a tecnologia é visitar a Febrava, a maior feira do setor na América Latina, que ocorrerá este ano em São Paulo.

Saiba mais sobre a Escola Senai Oscar Rodrigues Alves

A Escola Senai Oscar Rodrigues Alves, localizada em São Paulo, no bairro do Ipiranga, possui laboratórios e oficinas especializadas. Mantém estreito relacionamento com o Sindratar-SP (Sindicato das Indústrias de Refrigeração, Aquecimento e Tratamento de Ar no Estado de São Paulo)  e parceria com a Abrava (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento) e diversas empresas do setor, sendo reconhecida como centro de referência na Formação Profissional em Refrigeração e Climatização.

Além do curso técnico de refrigeração e climatização, oferece muitos outros na área, em diversos níveis: Aprendizagem Industrial Mecânico de Refrigeração e Climatização, cursos de formação inicial e continuada (curta duração) e até pós-graduação. A relação completa pode ser consultada em: https://refrigeracao.sp.senai.br

Desde 1949, quando foi fundada, a escola registrou mais de 250 mil matrículas. Em 2016, aproximadamente 5 mil alunos se matricularam em seus cursos.

Matéria na original na integra.

Fonte: Clube da Refrigeração Embraco

DEIXE SEU COMENTÁRIO



Deixe uma resposta